Polícia

Polícia Civil e Icrim realizam reconstituição do crime que vitimou Diogo Costa

Acompanharam a ação das autoridades de segurança, familiares da vítima.

Foi realizada  no início da tarde de segunda-feira (29), a reconstituição da cena do crime que vitimou o publicitário Diogo Adriano Costa Campos, de 41 anos. O trabalho de reconstituição teve a participação da Policia Civil, por meio Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) e o Instituto de Criminalística (Icrim).

Autor confesso participou da reconstituição
Autor confesso participou da reconstituição

Robson Mourão, diretor do Icrim, ressaltou que o exame realizado hoje, foi de alta complexabilidade e permite confrontar com as versões apresentadas pelo autor confesso do crime. Agora, será analisado também  exames de laboratório e perfil genético que devem ter resultados revelados no inicio de julho.

Acompanharam a ação das autoridades de segurança, familiares da vítima. O autor confesso também esteve presente e após informar a descrição da cena do crime foi direcionado novamente ao sistema prisional.

Veja Também: Diogo Costa toma novo rumo após laudo pericial

Reconstituição
Reconstituição

O crime e desdobramento das investigações

O publicitário Diogo Adriano Costa Campos foi assassinado com um tiro no pescoço, após uma discussão no trânsito, na manhã do dia 16 de junho, no bairro da Lagoa da Jansen.

Diogo estava saindo de casa, quando quase colidiu com um Argo vermelho, que seguia pela rua Frei Antônio, no bairro da Ponta D’areia. Após investigações, imagens das câmeras de segurança do condomínio onde o publicitário morava comprovaram que não houve colisão entre os dois veículos.

Na manhã da última sexta-feira (26), o suspeito se apresentou na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), ao lado de seu advogado, alegando ter sido o responsável pela morte de Diogo Campos.

Ainda segundo o atual suspeito, ele estava acompanhado de mais duas pessoas, indo praticar crimes, quando ocorreu a briga de trânsito. Após a discussão, ele teria pegado a arma, que não era dele, e atirado no publicitário.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Verifique também

Fechar
Fechar