Polícia

Bomba, Bomba e Bomba! Veja os detalhes da investigação da morte do auxiliar de perito

Delegados e peritos estão revoltado com a forma como o caso vem sendo tratado.

O Jornal Itaqui-Bacanga vem acompanhando os desdobramentos das investigações da morte do Policial Civil, que atuava como auxiliar de perito, Salomão Matos, ocorrido na madrugada de sexta-feira (29).
Informações de fontes seguras afirmaram que os policiais civis (peritos e delegados) estão revoltados com a forma como o caso vem sendo tratado.
De acordo com testemunhas, os autores da execução do auxiliar de perito, estavam de colete balístico, um veículo Renault Duster, de cor branca, e teriam se identificado como policias do velado.

O Policial Civil, auxiliar de perito Salomão Matos ao solo agonizando.

Os autores após atirar contra Salomão Matos, ainda revistaram os outros ocupantes do carro e em seguida fugiram, mesmo já sabendo que a vítima era policial.

O mais grave é que uma guarnição da Polícia Militar chegou no local logo depois e impediu que Salomão Matos recebesse atendimento de uma equipe do hospital. Quando o SAMU chegou os militares também dificultaram o atendimento do policial civil que agonizava no chão e acabou morrendo.
Segundo uma das fontes, os policiais quebraram todos os protocolos que devem seguir em tal situação e agiram igual a verdadeiros criminosos manchado a imagem das Polícias Civil e Militar do Maranhão que tem o compromisso de proteger o cidadão de bem.

Os ocupantes do veículo Duster branco estariam praticamente todos identificados, mas no entanto a própria guarnição da PM que atendeu a ocorrência estariam tentando dificultar o Serviço de Identificação dos mesmos.
É imprescindível que o Secretário de Segurança Publica do Maranhão, Dr. Jefferson Portela venha a público se pronunciar sobre esse assunto, assim como o fez em tantos outros casos que se fez necessário.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo