Esporte

Golpistas vendem entradas falsas para a final da Copa Libertadores por R$ 3 mil

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) começou a monitorar anúncios falsos de venda na internet de credenciais para a final da Copa Libertadores, que será disputada neste sábado, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, entre Santos e Palmeiras. A entidade recebeu a informação de que páginas e pessoas físicas têm vendido por até R$ 3 mil em grupos no Facebook as entradas registradas em nome de terceiros.

Em contato com o Estadão, a entidade afirmou que está apurando o caso e pretende emitir um comunicado para reforçar que a venda de credenciais é irregular. Por causa da pandemia do novo coronavírus, a final do torneio será disputada com os portões fechados e com presença de até 5 mil pessoas.

Esse público é formado por dirigentes, convidados, patrocinadores, delegados da Conmebol e membros das comissões técnicas. Todos só vão entrar no Maracanã com a apresentação de uma credencial e de um teste negativo para a covid-19.

Desde a manhã de quinta-feira a Conmebol começou a distribuir no Rio de Janeiro as credenciais para o jogo. Algumas das pessoas que garantiram o documento tiraram foto dele e publicaram nas redes sociais. Os golpistas pegaram essas imagens e as transformaram em um anúncio de venda. A reportagem encontrou a oferta em vários grupos do Facebook pelo valor de R$ 3 mil.

Estadão tentou entrar em contato com o telefone apresentado no anúncio da venda, mas não teve retorno. A reportagem apurou que a imagem utilizada na falsa oferta é de um convidado de um dos clubes finalistas que fez justamente a postagem da credencial em suas redes sociais. A comercialização de ingressos para a decisão da Libertadores está proibida por um decreto publicado dias atrás pelo governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro.

Por Agência Estadão

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo