BelezaMulher

Secador de cabelo: amigo ou vilão dos fios?

Especialista Viviane Coutinho desmistifica o uso do secador, trazendo dicas de uso e cuidados com as madeixas.

Na vida corrida da mulher moderna, o secador de cabelo é uma verdadeira mão na roda. O acessório é um aliado para secar os fios antes de dormir, para modelar mechas ou ajudar na finalização do penteado, transformando um visual em poucos minutos. Mas há quem diga que essa ferramenta, por ser uma potente fonte de calor, pode danificar, e muito, os fios.

No fim das contas, o secador é amigo ou vilão do cabelo? Segundo a tricologista Viviane Coutinho, da clínica Viviane Coutinho Reabilitação Capilar, do Rio de Janeiro, a resposta certa é “depende”.

“O secador pode ser um amigo se você utilizá-lo ao seu favor. Se você usá-lo sem nenhum tipo de cuidado, ele também é capaz de afetar a saúde capilar”, ela afirma. “Tudo vai depender da maneira que o secador é usado.”

A especialista esclarece que o calor excessivo produzido pelo secador é sim prejudicial aos cabelos, mas garante que há formas de amenizar esse problema e manter as madeixas bonitas e saudáveis. O primeiro passo, de acordo com Viviane, é passar um protetor térmico em todo o comprimento dos fios.

“Antes mesmo de ligar o secador, passe um protetor. Esse produto funciona como uma película protetora ao redor das mechas e protege a fibra capilar do ar quente, evitando o ressecamento do cabelo”, orienta. Ela também recomenda usar o protetor térmico antes da chapinha e do babyliss, aparelhos que emitem calor durante o uso, assim como o secador.

Com o cabelo protegido, é hora de medir a temperatura do secador. Mesmo que a pessoa esteja com pressa de secar o cabelo, não é indicado ligar o aparelho na temperatura máxima. Outra dica é manter uma distância de cerca de 30cm entre o secador e o cabelo, para que o calor não prejudique os fios e o couro cabeludo.

Saiu do banho e o cabelo está muito molhado? Retire o excesso com uma toalha e vá secando em temperatura média até que o cabelo esteja menos úmido. “Quando ele estiver parcialmente seco, aí você começa a fazer o que pretende, seja modelar, finalizar, montar um penteado, entre outras opções”, recomenda.

Além disso, os cuidados rotineiros com os cabelos, como hidratação e nutrição constantes, além de tratamentos de reconstrução, são super bem-vindos e auxiliam a manter os fios fortalecidos, mesmo com o uso do secador.

“É essencial proporcionar ao cabelo programas de tratamento para repor nutrientes importantes que vão se perdendo com o tempo, utilizando secador ou não.”

Por ser uma ferramenta prática, muita gente usa o secador diariamente, sem prestar atenção nas precauções que ele exige.  Com o tempo, os cabelos são afetados: os fios vão ficando mais frágeis e quebradiços, resultando em queda de cabelo, e o próprio couro cabeludo também sai prejudicado. A região da cabeça fica mais sensível, podendo sofrer com descamações e até mesmo inflamações cutâneas.

De acordo com Viviane, não existe um modelo de secador mais indicado para minimizar seus riscos. “Lógico que é fundamental comprar de uma marca confiável e referência no mercado, mas não adianta muita coisa você ter um super secador e não saber utilizá- lo da forma correta”, acrescenta a tricologista. “O mais importante é manter os cuidados no dia a dia. O secador tem tudo para facilitar a vida de quem o utiliza. É só usar com cautela, tomando as precauções necessárias. Mas quando não houver necessidade o melhor é deixá-lo secar ao natural”.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo