Gospel

Pastor diz que vacina da covid prepara estrutura para o anticristo

Pastores e cristãos se dividem quanto à tomada da vacina e os rumores sobre a vinda do anticristo.

O pastor fundador do Ministério Internacional Rei Jesus, Guillermo Maldonado, disse à congregação no último para não tomar a vacina da covid-19, e alertou que ela era parte de um plano para a chegada do anticristo.

Na sua pregação, ele citou o versículo de Apocalipse 13:16-17, que fala que todas as pessoas independentemente de classe social ou trabalho, receberiam uma marca na mão direita, ou na testa, e quem não tivesse essa marca, ou nome da besta, não poderia nem comprar nem vender.

Ele pediu para que toda a congregação o olhasse fixamente e entendesse que o que estava acontecendo durante a pandemia e toda a reviravolta que esta história está dando é uma preparação para a vinda do anticristo.

Ele também acrescentou que aqueles que acreditassem em Deus estariam recebendo “imunidade divina, proteção divina, saúde divina”, e frisou que essa vacina irá alterar o DNA de quem a receber e que qualquer um poderia ser rastreado, caso tome a vacina.

Ele pediu várias vezes à igreja para que se recusasse a tomar a imunização, pois eles seriam rastreados, e mais uma prova disso é que eles iriam exigir no passaporte o comprovante da vacina, e caso você não tenha, será impedido de viajar, essas medidas seriam um caminho se abrindo para o final dos tempos.

Uma “agenda satânica” é como Maldonado chamou a vacina. E fez uma reflexão como a tecnologia, como as redes sociais, expõe a nossa vida, e que ‘eles’ sabem tudo sobe nós, nós não sabemos, mas eles sabem e estão preparando o mundo para receber o anticristo.

Ao contrário das afirmações do pastor, os especialistas em saúde, dizem que essas teorias são falsas e que deveriam pesquisar mais sobre o assunto, para que não sejam ludibriados por informações imprecisas e falsas, como as que o pastor proferiu para a sua igreja.

Segundo o Christian Headlines, o geneticista cristão, diretor dos Institutos Nacionais de saúde, Francis Collins, disse que essas informações que estão circulando, principalmente nas redes, não representam a verdade e que os cristãos deveriam olhar a realidade da situação e avaliar por eles mesmos.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo