Local

“Não teremos mudanças”, diz Flávio Dino sobre medidas de flexibilização no Maranhão

Em coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (10), o governador Flávio Dino falou que não haverá novas medidas de flexibilização e confirmou a tendência de queda nos casos de coronavírus do Maranhão.

O estado é um dos três em todo país onde a taxa de transmissão é menor 1. Mesmo assim, o momento ainda pede atenção, já que entre os dias 25 de junho e 5 de julho o gráfico mostrou um aumento no contágio. Até agora, ainda, a taxa de ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) está em 65% nos hospitais da rede estadual.

A aparente tranquilidade pode ter levado parte da população a se aglomerar em postos de combustíveis; locais que serão alvos de uma operação que vai ser realizada neste final de semana.

Sobre as medidas de controle social, o governador disse que estas deverão ser mantidas até, pelo menos, o mês de agosto. Quanto às aulas, uma decisão final para retomada gradual deve ser divulgada no dia 27 de julho.

“Nossa intenção neste momento é manter a situação vigente por um longo período. Muito provavelmente, no mínimo, julho e agosto as regras são as hoje vigentes. Não teremos mudanças, esse é o meu desejo”, disse.

COVID-19 NO MARANHÃO

Boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (09) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) aponta que o Maranhão chegou a 95.323 casos confirmados do novo coronavírus. Ao todo, são 19.119 casos ativos da doença, 73.847 curados e, infelizmente, 2.357 mortes.

Pouco mais de 18.300 pessoas estão em isolamento domiciliar, 336 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) e 458 em enfermarias. Cento e nove novos casos da COVID-19 foram registrados nas últimas 24 horas, 59 em Imperatriz e 2.216 nas demais regiões.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar