Econômia

Aneel prorroga até 31 de julho proibição de corte de energia de consumidores inadimplentes

Medida foi adotada por conta da crise na economia provocada pela pandemia do novo coronavírus

A proibição do corte de energia por 90 dias foi aprovada pela agência no fim de março, com validade também para os serviços considerados essenciais no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Ao justificar a prorrogação, a área técnica da Aneel informou que até 23 de junho as consequências da pandemia da Covid-19 ainda existirão. Estão protegidas contra corte do fornecimento todas as residências urbanas e rurais e os serviços considerados essenciais, como hospitais.

Outras medidas também foram prorrogadas nesta segunda, como a permissão para que as distribuidoras de energia emitam fatura levando em consideração o consumo médio dos últimos 12 meses e para que o consumidor faça a própria leitura dos medidores.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo