Moda

Thaila Ayala lança marca de roupas e é acusada de romantizar o coronavírus

A atriz criou a Virus 2020 em meio à pandemia e não agradou ao público. Após repercussão negativa, trocou o nome para AMAR.CA

Nos últimos dias, Thaila Ayala anunciou o lançamento de uma marca de roupas. Batizada inicialmente de Virus 2020, a iniciativa fazia referência à pandemia de Covid-19. No entanto, a escolha do nome gerou inúmeras críticas nas redes sociais. Após a repercussão negativa, a atriz se desculpou e mudou a proposta.

Vem comigo entender!

@THAILAAYALA/INSTAGRAM/REPRODUÇÃO@thailaayala/Instagram/Reprodução

No fim de maio, Thaila Ayala criou o perfil da marca no Instagram. Segundo a atriz, a empresa surgiu durante uma conversa no isolamento social. Para apresentar a coleção, ela mesma aparece usando os produtos; assim como o marido, Renato Goés; e as amigas Juliana Xavier e Letícia de Sá.

“Um vírus fez estremecer o planeta, fechar fronteiras, monitorar governos, segregar pessoas, amedrontar consciências e trancar portas. Imagina quando for o vírus do amor, da empatia, e da união entre todos os seres? A Virus 2020 convida você para viralizar o melhor da vida e construir um novo mundo mais colorido. Vamos juntos”, afirmava publicação na conta da etiqueta.

label está com pré-venda aberta, oferecendo modelos tie-dye. Entre os itens, estão camiseta, casaco, calça e short. “Nossas peças são artesanais, pintadas manualmente uma por uma com muito amor e carinho pra vocês! Todas são exclusivas, portanto, não podemos garantir exatidão nas pinturas.”

AMAR.CA/DIVULGAÇÃOThaila Ayala e unicórnio
O nome inicial escolhido para a label foi Virus 2020
INSTAGRAM/REPRODUÇÃOprint do Instagram
A empreitada foi apresentada com referências à pandemia de Covid-19
AMAR.CA/DIVULGAÇÃOThaila Ayala, Renato Goés, Juliana Xavier e Letícia de Sá
Em meio à pandemia, Thaila Ayala, Renato Goés, Juliana Xavier e Letícia de Sá quebraram o distanciamento social e protagonizaram um shooting para anunciar a marca
AMAR.CA/DIVULGAÇÃOThaila Ayala, Juliana Xavier e Letícia de Sá
As peças estão em pré-venda
AMAR.CA/DIVULGAÇÃORoupa tie-dye
A empresa oferece peças tie-dye

Personalidades como Agatha Moreira, Isis Valverde, Julia Faria, Débora Nascimento e Fiorella Matheis elogiaram a novidade. Contudo, o feedback foi majoritariamente negativo. A princípio, Thaila tentou se justificar.

“A ideia realmente veio do coração na melhor das intenções. Afinal, é um verbo transitivo direto, intransitivo e pronominal: tornar viral, fazer com que algo seja compartilhado por um grande número de pessoas… Esperamos que o amor e a empatia viralizem logo”, escreveu a atriz em um comentário.

INSTAGRAM/REPRODUÇÃOprint do Instagram
Em meio à enxurrada de críticas, amigas de Thaila Ayala apoiaram a iniciativa
INSTAGRAM/REPRODUÇÃOprint do Instagram
Os elogios foram minoria
INSTAGRAM/REPRODUÇÃOprint do Instagram
Thaila Ayala tentou se justificar
Repercussão negativa

Nas redes sociais, algumas pessoas apontaram a quebra do distanciamento social para fazer as fotos de divulgação. As críticas também envolveram os preços das peças, mas a maioria ficou realmente incomodada com o nome e a descrição da empreitada.

“A intenção deve ser boa, mas a escolha do nome da marca foi bem infeliz, quando pessoas estão morrendo por vírus”, opinou uma seguidora. “Estão chegando pra desrespeitar todos os mortos por Covid no país”, escreveu outra internauta. “Romantizar uma pandemia pra fazer marketing?”, questionou mais uma.

“Não é legal querer ganhar dinheiro com um momento tão delicado como esse. Apenas… Parem!”, comentou uma usuária no Instagram. “Parem de se aproveitar da situação”, disse um internauta. “Isso entrou pra lista das coisas mais bizarras de 2020”, assinalou um dos seguidores. “Thaila Ayala é o retrato perfeito dos tempos atuais: lacre e lucro”, escreveu outra pessoa.

INSTAGRAM/REPRODUÇÃOprint do Instagram
Críticas no Instagram
INSTAGRAM/REPRODUÇÃOprint do Instagram
Críticas no Instagram
INSTAGRAM/REPRODUÇÃOprint do Instagram
Críticas no Instagram
INSTAGRAM/REPRODUÇÃOprint do Instagram
Críticas no Instagram
Reposicionamento

Depois das críticas, Thaila Ayala fez um rápido reposicionamento da marca. O nome passou a ser AMAR.CA. A equipe também reformulou alguns posts e retirou publicações do ar. “Quero pedir desculpa a todos vocês que apontaram as incongruências. Nunca quis romantizar a pandemia”, lamentou a atriz em seu perfil pessoal no Instagram.

“Entrei como sócia de duas amigas que foram atingidas pela pandemia e, por causa dela, estavam com suas produções paradas. Pensamos em criar algo que gerasse renda neste momento, que fosse uma maneira de ajudar”, continuou. “Entendo que a escolha do nome não foi feliz e não hesitamos em mudar. Jamais quis ser insensível a quem está de luto neste momento delicado. Estamos abertos ao diálogo”, completou a publicação.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Estou acompanhando toda repercussão sobre o lançamento de AMAR.CA – já mudamos o nome. E quero pedir desculpa a todos vocês que apontaram as incongruências. Nunca quis romantizar a pandemia. Esse assunto nunca deve ser romantizado. Eu entrei como sócia de duas amigas que foram atingidas pela pandemia e, por causa dela, estavam com suas produções paradas. Pensamos em criar algo que gerasse renda neste momento, que fosse uma maneira de ajudar. Entendo que a escolha do nome não foi feliz e não hesitamos em mudar. Jamais quis ser insensível a quem está de luto neste momento delicado. Estamos abertos ao diálogo. Já tinha sido pedido que os comentários não fossem apagados nem silenciados nos posts, se algo assim voltar a acontecer, nos cobrem! Vamos sempre reforçar o compromisso com vocês, ouvir e melhorar.

Uma publicação compartilhada por Thaila Ayala (@thailaayala) em

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo