Polícia

Segurança Pública reforça atuação das polícias no combate a crimes durante a pandemia

As operações de contenção a crimes foram intensificadas pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), mobilizando as Polícias Civil e Militar do Maranhão. Os grupamentos promovem investigação e prisões de envolvidos em crimes diversos, além de prestar apoio em atividades de controle à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Policiamento garante a segurança do maranhense

Mais de 730 quilos de drogas diversas e 13 armas foram apreendidas, além de 39 suspeitos presos, resultado de operações da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), de janeiro a maio deste ano. Mais da metade deste montante foi apreendida nos municípios de Governador Newton Belo (250 quilos) e Itapecuru Mirim (250 quilos). Os suspeitos estão detidos e autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

“A Senarc prossegue com as operações e neste período de pandemia foram ainda mais intensificadas. O trabalho não parou e temos recebido muitas denúncias de casos e conseguido êxito com a identificação e prisão dos suspeitos e, assim, tirando mais criminosos e traficantes de circulação”, pontua o titular da superintendência, delegado Breno Galdino. Denúncias podem ser feitas para a Senarc pelo telefone (98) 99163-4899 (whatsapp), sendo garantido o sigilo da fonte.

Nesse período, operações da Superintendência Estadual de Investigação Criminal (Seic) resultaram na desarticulação de quadrilha de roubo a carga, com prisão de 18 envolvidos. Segundo as investigações, o grupo praticou mais de 30 roubos a empresas de logística, causando prejuízos superior a R$ 1 milhão. Em outro caso, um homem suspeito de praticar roubos a bancos, que portava armas e explosivos, trocou tiros com a polícia e acabou sendo atingido e morto.

Entre as várias ações da Seic estão também: a prisão de um traficante do Pará com 40 quilos de maconha em Imperatriz; apreensão de armas de fogo com suspeitos no município de Guimarães; e prisão de suspeitos que se passavam por taxistas para sequestrar e extorquir estrangeiros, são outros casos solucionados.

“São algumas das várias operações que tivemos sucesso e conseguimos desarticular o crime. As investigações não param e estamos trabalhando para que o crime não avance”, enfatiza o titular da Seic, delegado Armando Pacheco.

 

Investigações na capital

Mais de 60 prisões de suspeitos foram conduzidas pela Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), no período de março a maio deste ano. As prisões por preventivas, sentença penal condenatória e flagrante são referentes a crimes diversos, entre estes, tráfico de drogas, homicídios, organização criminosa, crime patrimonial (roubos ou furtos) e violência doméstica. A SPCC também vem atuando por meio da Delegacia do Consumidor e em parceria com o Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon/MA).

“Observando as normas sanitárias, adotamos medidas para o funcionamento interno da SPCC e mantivemos o planejamento estratégico, apesar do momento crítico. Logo no início da pandemia realizamos ações para contenção de crimes, inclusive com notificações e conduções à delegacia”, ressalta o titular da SPCC, delegado Carlos Alessandro Rodrigues.

A SPCC desenvolveu ainda operação com órgãos de defesa do consumidor para coibir distribuição e armazenamento indevido de produtos como álcool em gel, luvas e máscaras. O delegado Carlos Alessandro Rodrigues explica que a conduta irregular está na contenção destes itens para depois vendê-los por valores mais altos. “Autuamos nove distribuidoras de produtos hospitalares da capital para investigação, por suspenderem a venda e aumentar consideravelmente os preços dos itens”, explica o delegado.

Reforço da Polícia Militar durante a pandemia

Além das demais atribuições, durante a pandemia, a Polícia Militar do Maranhão (PMMA) atua em apoio a órgãos fiscalizadores, com objetivo de fazer cumprir as normas sanitárias. Entre as atividades estão a abordagem a pessoas para fins de orientação sobre o distanciamento social, em estabelecimentos, além de barreiras e monitoramento em vias de grande fluxo.

A Polícia Militar mantém ainda plano de trabalho no combate ao crime em bairros da Região Metropolitana. “Todos os grupamentos estão a postos para somar nas ações de combate à pandemia e na garantia da segurança ao cidadão”, destaca o comandante geral da PMMA, coronel Pedro Ribeiro.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo