LocalPolítica

O novo Mercado do São Francisco e o reconhecimento da luta de Osmar Filho

Antigo espaço será substituído por um Mercado moderno e acessível.

O São Francisco, um dos bairros mais tradicionais e antigos de São Luís, com 404 anos de fundação, está em festa.

A Prefeitura, através do programa São Luís em Obras, deu início ao trabalho de construção do novo Mercado da localidade.

O serviço atende a uma reivindicação antiga dos moradores e comerciantes e também se constitui em um merecido reconhecimento ao vereador Osmar Filho (PDT), presidente da Câmara Municipal e que durante anos – como político, cidadão e morador – lutou para que a tão sonhada obra se transformasse em realidade.

Osmar e Edivaldo apresentaram, ano passado, aos feirantes o projeto arquitetônico do novo equipamento público.

“Agradeço o apoio e sensibilidade do prefeito Edivaldo em ter atendido nosso pleito. O novo Mercado oferecerá aos comerciantes ótimas condições de trabalho e também contribuirá para aquecer a economia do São Francisco, importante bairro da nossa capital”, comentou o parlamentar.
Osmar reuniu-se por diversas vezes com os feirantes, tendo visitado o espaço em várias oportunidades.

Ano passado, por exemplo, em visita à sede da Prefeitura, ele acompanhou representantes da Associação dos Feirantes que, além de terem acesso ao projeto arquitetônico do novo espaço público, receberam do prefeito Edivaldo a garantia da execução dos serviços.

Osmar esteve reunido diversas vezes com os feirantes do bairro do São Francisco.

“Trata-se da realização de um sonho que, graças ao prefeito Edivaldo e ao vereador Osmar Filho, se tornará realidade”, disse, à época, o feirante José Humberto.

Orçada em pouco mais de R$ 3,4 milhões, a obra está sendo executada com recursos próprios do município e tem prazo de duração de doze meses.
O equipamento público ganhará novo sistema hidráulico, boxes padronizados, iluminação moderna, sistema de câmara de vídeo, área de estacionamento, sistema de drenagem, dentre outras benfeitorias. Além disso, toda a sua área terá acessos para pessoas com mobilidade reduzida.
Vales destacar que os feirantes, para não terem prejuízos, foram removidos para um espaço provisório, localizado no próprio bairro, onde estão podendo comercializar os seus produtos.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar