fbpx
NacionalPolítica

Quebra de sigilo telefônico de Pazuello é aprovada na CPI da Pandemia

Ernesto Araújo, Mayra Pinheiro e membros do chamado "gabinete paralelo" também estão dentro da medida

A quebra de sigilo telefônico e telemático do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello foi aprovada na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia nesta 5ª feira (10.jun). O requerimento n° 737, de autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), referente a quebra de sigilo, foi aprovado por 10 votos a favor e 1 contrário, o do senador Marcos Rogério (DEM-RO).

O requerimento solicita o registro e a duração das ligações desde abril de 2020. Além da quebra de sigilo telefônico, o documento define o fornecimento de dados da Google, do WhatsApp, do Facebook, do Facebook Messenger, do Instagram e do Ministério da Saúde sobre trocas de dados pelas redes, conhecido como sigilo telemático.

Estão inclusos, na abertura de sigilo, informações cadastrais, registros de conexão, backup do WhatsApp, lista de contatos, cópia de emails, conteúdos multimídias, locais salvos no Google Maps, informações de pagamentos e listagem de redes wi-fi acessadas.

Outros requerimentos de convites, convocações e quebra de sigilo de pessoas e empresas foram votados durante a manhã desta 5ª feira (10.jun). O ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Ribeiro e o assessor internacional da Presidência da República, Filipe Martins tiveram a quebra de sigilo telefônico e telemático aprovada. Também foram aprovadas quebras de sigilo bancário e fiscal de empresas de publicidade.

Fonte|| SBT News

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo