fbpx
BelezaMulher

Ácido hialurônico: conheça os benefícios do favorito do skincare

Dermatologista explica a ação do produto e tira dúvidas sobre seu uso na rotina diária de cuidados com a pele

Para começar, Cibele explica do que se trata essa substância: o ácido hialurônico é uma molécula de glicosaminoglicano presente naturalmente no organismo humano. Mais de 50% do ácido hialurônico do corpo está presente na pele e possui diversas funções como hidratação, reparação e regeneração dos tecidos, preenchimento dos espaços entre as células (matriz extracelular) e estimulantes da produção de colágeno.

O ácido age retendo água nos espaços entre as células, proporcionando maior hidratação e viço. Sua produção natural do organismo diminui a partir dos 25 anos de idade, o que resulta em ressecamento da pele, perda da elasticidade e do volume, e formação de rugas.

Esse ativo não possui contraindicação e e pode ser usado por todos os tipos de pele, a partir dos 25 anos de idade, sendo inclusive liberado para gestantes e lactantes. Para prevenir ou recuperar um pouco dos danos é possível repor o ácido hialurônico de três formas: tópico (com aplicação de cremes, gel, sérum), oral (ingestão de cápsulas) ou injetável.

Três formas de usar

“O uso tópico melhora a hidratação, a textura e a qualidade da pele. Existem produtos com diferentes pesos moleculares do ácido hialurônico. Os de alto peso molecular ficam na superfície da pele e têm ação primariamente hidratante. Já os que têm baixo peso molecular penetram na pele e possuem maior ação antienvelhecimento por estimular a produção do nosso próprio ácido hialurônico”, explica a média.

Ainda de acordo com a especialista, o uso oral dessa substância, por meio da ingestão de cápsulas, promove benefícios como melhora da elasticidade e brilho, além de reparação dos tecidos com consequente redução da profundidade das rugas.

“E, por fim, temos o ácido hialurônico injetável, que é um produto em forma de gel aplicado pelos médicos diretamente na pele para preencher rugas e sulcos, como o “bigode chinês”. Promove sustentação, melhora do contorno facial e aumento de volume (aumento de lábios, bochechas, queixo, mandíbula) e, ainda, corrige cicatrizes atróficas, como a de acne e catapora. Seu uso de forma correta pode também corrigir assimetrias e deixar o rosto mais harmônico”, finaliza Cibele.

Fonte: R7

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo