fbpx
EntretenimentoFofoca

Em entrevista a Bial, Gabriela Duarte desabafa sobre apoio da mãe a Bolsonaro

O Conversa com Bial recebeu Gabriela Duarte, na madrugada desta quinta-feira, 15. A atriz comentou a posição política da mãe, Regina Duarte, defensora de Jair Bolsonaro.

Pedro Bial introduziu tais questões citando uma fala de Regina, em entrevista a ele, sobre a aversão que ela despertou na classe artística, majoritariamente “de esquerda”, quando se posicionou contra a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva em 2002. “Eu acho que houve uma mudança na forma de olhar pra como ela se posicionou”, concordou Gabriela.

“Uma coisa eu posso afirmar: a gente é muito diferente, realmente, em muitas coisas. […] Eu entendo que existe uma associação, até pelo próprio trabalho.”, prosseguiu a atriz, salientando a “mea-culpa” que vem fazendo por não ter se dissociado da imagem da mãe. Bial então questionou o rompimento de Regina Duarte com a Globo para o ingresso na Secretaria Especial de Cultura.

Gabriela Duarte revelou então que os filhos foram apenas informados da decisão da mãe. “Ela não discutiu, ela fez um comunicado a família. Isso é muito ela, é a personalidade dela. É um desafio que ela queria agarrar, uma coisa que ela queria fazer. Não tem consultar”. Ela comentou que, a partir daí, limitou-se ao lugar de filha e mãe dos netos.

Sobre o fato das atitudes política de Regina respingarem nela, Gabriela foi enfática: “Pessoas que não tinham tanta relação comigo me apoiaram muito. Para essas pessoas eu vou ser eternamente grata. […] Mas teve o lado duro de pessoas me julgando, cobrando de ter que me posicionar. Apedrejar sua mãe, sei lá, em praça pública? Não é querer muito ‘fogo no parquinho’ demais?”.

Por fim, Gabriela Duarte declarou que não votou em Jair Bolsonaro. No primeiro turno, a atriz optou por Ciro Gomes; já no segundo, anulou por não se sentir representada. E admitiu alívio com a saída da mãe do Governo Federal.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo