Polícia

A brilhante atuação do Ministério Público e das Polícias Civil e Militar durante o carnaval

Os agentes da segurança pública no estado, não mediram esforços e fizeram cumprir as leis e os decretos a fim de evitar aglomerações em bares, casas de shows, blocos clandestinos e em outros logradouros públicos.

Em favor da vida e em respeito às determinações dos órgãos de saúde, o Ministério Público do Maranhão em ação conjunta com as Polícias Civil e Militar conseguiram fazer um brilhante trabalho, em especial durante o período carnavalesco que se encerrou nesta última terça-feira, 16.

MPMA, Polícia Civil e Militar notificam bares e eventos públicos e privados em São Luís (foto divulgação PCMA)

No auge da segunda onda da pandemia do Covid-19 no país, os agentes da segurança pública no estado, não mediram esforços e fizeram cumprir as leis e os decretos a fim de evitar aglomerações em bares, casas de shows, blocos clandestinos e em outros logradouros públicos.

Dessa forma, certamente evitaram ocorrências de situações que favoreçam o aumento de casos do Coronavírus e consequentemente os hospitais pudessem ficar cheios nos próximos dias causando um colapso no sistema de saúde.

Entre esse período, diversas ações foram implementadas, e onde houve desrespeito às normas sanitárias, os estabelecimentos comerciais foram fechados, festas interrompidas e equipamentos de som apreendidos.

Deputado Yglésio Moysés

Contrário às determinações – o deputado estadual do Maranhão, Yglésio Moysés (PROS), se mostrou contrário às decisões e atuações de fiscalização do MP, e das polícias Civil e Militar. Tanto que subiu diversas vezes na tribuna da Assembleia Legislativa para constar e criticar a atuação dos promotores e dos policiais envolvidos nas atividades de fiscalização. O Deputado Yglésio que também é médico e professor universitário e ex-diretor do Hospital Socorrão I, colocou em xeque toda sua atuação que vinha desempenhando no legislativo estadual ao ir de encontro aos protocolos de saúde durante o período carnavalesco. Uma vez que as fiscalizações eram em torno das aglomerações, a falta do uso de máscaras e outras medidas de contenção.

O deputado errou feio, ainda mais ele que sabe muito bem o que é hospital lotado!

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo