EntretenimentoFofoca

Raquel Pacheco, ex Bruna Surfistinha, revela ter sido abusada pelo pai

Raquel Pacheco, que ficou conhecida como Bruna Surfistinha, abriu uma parte de sua intimidade e falou sobre sua infância. Em uma entrevista para a Marie Claire, a ex-garota de programa, que fugiu de casa aos 17 anos, revelou que foi abusada pelo pai adotivo.

“Eu tinha uns 7 anos e acordei com o meu pai passando a mão no meu corpo. Me assustei, mas não tinha noção do que estava acontecendo e aquilo nunca mais se repetiu. Mas só entendi e elaborei isso muito recentemente”, contou.

A empresária, que descobriu ser adotada aos 5 anos de idade, nunca teve contato com a família biológica, mas revelou que o pai disse que “a mãe biológica estava mais perto do que ela imaginava”.  “Em uma constelação familiar, passei a suspeitar que minha mãe biológica engravidou de um estupro e confirmei isso no terreiro [de umbanda] onde trabalho. Numa dessas práticas de constelação, minha mãe adotiva não conseguia olhar para a minha mãe biológica. Parei por causa da pandemia, mas entendi, com isso, que meu pai adotivo pode ser meu pai biológico”, contou.

Apesar de não ter vontade de sentar e conversar, gostaria de saber quem são os pais biológicos. “Acho que todo mundo precisa conhecer a sua raiz. Sei de pessoas que têm relacionamentos maravilhosos com os pais adotivos e sentem o mesmo. Depois que meu pai morreu [de pneumonia, em 2012] e minha mãe passou a me considerar como morta, tenho que descobrir por outros meios”, disse.

A última vez que Raquel viu os pais adotivos foi antes de fugir de casa. “Meu pai estava dormindo, roncava, e eu fiquei na porta do quarto conversando com ele mentalmente. Pensava: “Quando o senhor acordar, não vou estar mais aqui”. Minha mãe foi na hora em que saí. Eu sempre saía pela cozinha, e a pia era na frente da porta. Ela estava ali de costas, daí falei: “Tchau, mãe. Estou indo para a escola”. Ela nem se virou, só respondeu um tchau seco [chora]. É muito difícil lembrar disso, porque os dois deram as costas para mim, em vários momentos em que eu precisei deles…”

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo