EntretenimentoFofoca

Atriz Evan Rachel Wood revela que foi abusada por Marilyn Manson

Até apublicação desta matéria, Marilyn Manson não havia comentado sobre a acusação

A atriz e modelo Evan Rachel Wood — estrela da série Westworld, da HBO — usou o Instagram para revelar abusos realizados pelo cantor Marilyn Manson, com quem namorou entre 2006 e 2010 e chegou a ficar noiva.

“O nome do meu abusador é Brian Warner, também conhecido como Marilyn Manson. Ele começou a me assediar quando eu ainda era uma adolescente e abusou terrivelmente de mim por anos. Eu sofri uma lavagem cerebral e fui manipulada à submissão. Eu cansei de viver com medo da retaliação, difamação ou de chantagens. Eu estou aqui para expor esse homem perigoso e denunciar as indústrias que o permitem atuar, antes que ele arruine outras vidas. Eu fico com as muitas vítimas que não ficarão mais em silêncio”, diz o texto da atriz na rede social, em tradução livre para o português

Veja post:

A atriz ainda postou nos stories do Instagram relatos de outras vítimas contra Manson, detalhando experiências angustiantes que alegam incluir agressão sexual e abuso psicológico. Até a manhã desta segunda-feira (1º), Marilyn Manson ainda não se manifestou sobre o assunto. Segundo a revista americana Vanity Fair, os representantes do cantor também não retornaram contato para comentar a denúncia.

Mensagens de outras mulheres 

Ashley Lindsay Morgan foi outra a condenar as atitudes do músico. “Eu fui contactada por Marilyn Manson (Brian Warner) enquanto estava modelando fora em Bangkok, na Tailândia em 2009/2010. Genuinamente não sabia quem ele realmente era, mas havia escutado seu nome na música no ensino médio”, começou em pronunciamento.

Em relato longo, a modelo esclareceu como foi afetada por Manson. “Nós tínhamos um amigo fotógrafo em comum e ele me disse que Brian me queria para um projeto futuro. Eu fui certamente cautelosa no início. Quando nos conhecemos, nós falamos sobre literatura e cinema. Ele me pareceu inteligente, autêntico e carinhoso. Depois de muito tempo nos falando e trocando mensagens, ele me encaminhou a Los Angeles para ser parte de um filme e de uma sessão de fotos. Ele disse que acredita em mim como atriz e eu já havia confessado a ele sobre meu desejo de deixar a carreira de modelo, então parecia a oportunidade perfeita. De início, foi. Ele era como vários músicos que eu já havia conhecido, mas com cocaína e absinto. Ele me fez sentir segura, ele disse que me protegeria e eu acreditei nele. Eu saí do Roosevelt Hotel para viver com ele muito rápido e as coisas ficaram pesadas muito rápido também. Me foram dadas regras e eu ficava “em problema” por qualquer comportamento que ele não aprovasse”, completou. Veja:

A modelo Sarah McNeilly também citou o artista. “Ele me atraiu com ‘Love Bombing’. Se comportava como o perfeito namorado. Alegava ser apenas mal compreendido. Charmoso, inteligente, engraçado, carismático. Enquanto ele me cortejava, descobri que ele estava torturando outras. Depois disso, eu fui a pessoa que estava sendo torturada. Eu fui emocionalmente abusada, aterrorizada e assustada”.

Vídeo chorando

Em março de 2019, Evan Rachel Wood gravou um vídeo no qual aparece chorando ao dizer que está tentando superar os abusos e se sentir segura, sem citar o nome de Manson. “Estou tentando colocar tudo isso para trás, mas não sei se eu algum dia poderei fazer isso. Eu não estou bem porque não me lembro como é não sentir medo”, afirmou.

Ainda em 2018, a atriz foi ao Congresso do EUA para defender a Lei de Declaração de Direitos de Sobreviventes de Agressões Sexuais, que pedia por mudança na legislação norte-americana para proteção das mulheres no país. Na época, Evan Rachel falou sobre as agressões de um namorado e também confirmou que chegou a ser estuprada por outro homem.

“Ter sido vítima de abusos e estupros previamente tornou mais fácil que voltassem a me estuprar, e não ao contrário”, relatou.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo