Polícia

Polícia Civil realiza grande operação contra quadrilha que causou prejuízo de  R$ 13 milhões

Ao todo, são 58 mandados de prisão e mais de 90 de busca e apreensão.

A Polícia Civil do Maranhão deflagrou na manhã desta quarta-feira (16), a segunda fase da operação “Ostentação”, com o intuito de combater quadrilha de hackers, suspeita de causar um prejuízo de, aproximadamente, 13 milhões de reais ao Banco Nubank. Ao todo, são 58 mandados de prisão e mais de 90 de busca e apreensão.

Foto PCMA
Foto PCMA

Cerca de 280 policiais civis estão cumprindo mandados de busca e prisão nos municípios de Imperatriz, São Luís, Governador Nunes Freire, Açailândia, Carolina, São João do Paraíso, Cidelândia, Davinópolis, Paço do Lumiar, São Jose de Ribamar e João Lisboa. Além do Maranhão, a operação acontece também no Tocantins (TO), nas cidades de Augustinópolis e São Bento; em Goiás (GO), a operação é realizada na cidade de Aparecida de Goiânia.

Em Imperatriz, os presos serão levados ao Colégio Militar Tiradentes, onde haverá entrevista coletiva do Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, com participação do delegado geral de Polícia Civil, Armando Pacheco, delegado geral adjunto operacional, Danilo Veras, o coordenador da operação e chefe do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos (DCCT/SEIC), delegado Odilardo Muniz, e outros delegados responsáveis pela operação.

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo