Local

Morre jornalista e ex-presidente do Tribunal de Justiça, Milson Coutinho

Morreu na manhã desta trça-feira (04), o jornalista e ex-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, Milson Coutinho.

A notícia da morte foi divulgada no início da manhã por meio de redes sociais, pelo amigo, o escritor Joaquim Haickel.

A causa da morte ainda não foi divulgada. Milson Coutinho tinha 81 anos de idade.

Além de jornalista, Milson era advogado, historiador e ex-presidente da Academia Maranhense de Letras.

Em nota, A Ordem dos Advogados do Maranhão, lamentou seu falecimento.

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão (OAB/MA), solidariza-se com a classe advocatícia, os familiares, e amigos do advogado, Milson de Souza Coutinho (OAB/MA 9.1235).

À família, aos amigos e colegas de profissão deixamos nossos votos para que todos possam seguir suas vidas confortados na fé, em momento tão difícil”.

Em nota o Governo do Maranhão, também manifestou pesar.

O Governo do Maranhão manifesta profundo pesar e tristeza pelo falecimento de Milson Coutinho, nesta terça-feira (4). 

Milson de Souza Coutinho nasceu em Coelho Neto no dia 9 de março de 1939. Era advogado, jornalista, professor, ensaísta, historiador, procurador e magistrado (desembargador aposentado).

Também membro da Academia Maranhense de Letras, desde 10 de setembro de 1981 e empossado em 13 de maio de 1982, sucedendo Erasmo Dias e sendo recepcionado pelo escritor Jomar Moraes.

O Governo do Maranhão se solidariza, em especial, com a família e os amigos de Milson Coutinho neste momento de perda“.

O Tribunal de Justiça do Maranhão, onde Milson foi presidente, também lançou nota sobre seu falecimento.

O desembargador aposentado, ex-presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) e historiador com vasta produção literária, Milson Coutinho, faleceu nesta terça-feira, 4 de agosto de 2020, deixando um importante legado histórico de vida, conhecimento e pesquisa compartilhados em seus ensaios, apontamentos e livros publicados.

Com profunto pesar, o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Lourival Serejo, em nome dos demais desembargadores membros da Corte, lamentou a perda do estimado desembargador aposentado Milson Coutinho, ao tempo em que solidarizou-se com a família do magistrado, desejando conforto e serenidade em momento tão difícil de imensurável perda, prestando condolências e expressando os mais sinceros pêsames”.

SOBRE

Natural de Coelho Neto, Milson de Souza Coutinho era advogado, jornalista, professor, ensaísta, historiador, procurador e magistrado (desembargador aposentado). Dr. Milson Coutinho foi um grande profissional da advocacia prestando um enorme serviço à sociedade maranhense. Em 1994, na gestão do Presidente da OAB Maranhão José Antônio Almeida, foi um dos indicados à lista sêxtupla pelo Quinto Constitucional, sendo escolhido para o cargo de desembargador.

Dr. Milson Coutinho teve ainda importante papel na literatura maranhense chegando a presidir, em 1981, a Academia Maranhense de Letras (AML), tendo sido empossado em 13 de maio de 1982, sucedendo Erasmo Dias e sendo recepcionado pelo escritor Jomar Moraes.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar