Polícia

Polícia Civil apreende armas e munições que seriam utilizados em assaltos a banco

Artefatos perfurantes seriam jogados nas ruas para dificultar o acesso da polícia.

A Polícia Civil do Maranhão, em ação conjunta com a Polícia Militar e Centro Tático Aéreo (CTA) conseguiu apreender armamentos pesados em um povoado de Tuntum, os quais poderiam ser usados em ataque a uma agência bancária em Formosa da Serra Negra. A operação de forma integrada aconteceu nos dias nos dias: 27 a 29 de julho de 2020. Foram apreendidos também aprendeu armamento e “miguelitos” que seriam utilizados no roubo à agência bancária.

Armas de grosso calibre e munições
Armas de grosso calibre e munições

As informações repassadas pelo Superintendente da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), o Delegado Armando Pacheco, foram que as armas estavam escondidas em um povoado chamado Tabocal, no município de Tuntum. As investigações deram conta, que o grupo estava se organizando para assaltar uma agência bancária de Formosa da Serra Negra. A Polícia identificou estas casas, após a permissão de buscas judiciárias, cumprimos as buscas nas residências e em uma delas foi encontrado essas armas e munições. Os armamentos foram encontrados depois de três dias de escavações, com o uso de tratores, os quais os usamos para realizar as escavações nos quintais das casas, onde se suspeitava que estavam escondidas as armas.

Armas e munições apreendidos em residência

Foram apreendidas enterradas nos fundos da casa, duas espingardas cal. 12 e um fuzil cal. 5.56, além de várias munições cal. 12 e .40 e os miguelitos, os quais seriam usados para evitar a perseguição policial contra os criminosos. Os miguelitos são artefatos tipo pregos, usados para dificultar a passagem de veículos.

Artefatos perfurantes que seriam jogados nas ruas
Artefatos perfurantes que seriam jogados nas ruas

O grupo ainda não fora preso. O dono da casa conseguiu fugir pelo matagal. De acordo com o superintendente da Seic, a operação contou com a integração entre as polícias Civil, Militar, o CTA e o Serviço de Inteligência. As investigações continuarão no sentido de identificar e prender os envolvidos.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Verifique também

Fechar
Fechar