Fofoca

Jornal da Record dispensa Adriana Araújo após âncora criticar emissora

Com 14 anos no Jornal da Record, Adriana Araújo foi dispensada da bancada do telejornal logo depois de fazer uma crítica à cobertura da emissora sobre a Covid-19. A jornalista não volta à atração já a partir da segunda-feira (22) e será substituída por Christina Lemos.

Um longo comunicado enviado à equipe nesta sexta-feira (19), o vice-presidente de Jornalismo, Antonio Guerreiro, afirma que Adriana apresentará o Repórter Record Investigação, que volta a ser exibido em julho.

No Instagram, Adriana afirmou que está bem e celebrou o fim de um ciclo.

 

Segundo informações, a situação estava muito tensa nos bastidores do telejornal e a cobertura sobre a pandemia de Covid-19 estaria deixando funcionários chocados e revoltados. A orientação de Edir Macedo seria de que a cobertura sobre a pandemia seja “suave”, sem histórias “dramáticas” ou críticas ao governo.

Considerada a “Fátima Bernardes da Record”, Adriana teria tido uma crise de choro em abril após apresentar o telejornal, e saiu de férias no dia seguinte. Quando voltou, teria cobrado uma cobertura mais realista sobre a pandemia, até chegar o ponto em que tornou a sua insatisfação pública, publicando vídeos com críticas à política do governo Bolsonaro de só revelar os dados de coronavírus a partir das 22h, e cobrando divulgação dos números de infectados e mortos.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo