Polícia

Corpo de pastor é encontrado enterrado em quintal da casa do suspeito

A Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) desvendou o
crime que vitimou o pastor evangélico Mackson da Silva Costa, que tinha 37 anos e
era técnico em informática na Secretaria de Segurança Pública do Maranhão
(SSP/MA). O corpo dele foi encontrado na tarde dessa segunda-feira (14), enterrado
no quintal da casa do suspeito, Saulo Pereira Nunes, 38.

O suspeito do crime já está no Complexo Penitenciário de Pedrinhas

O pastor estava desaparecido desde sexta-feira (11), quando saiu do prédio da
SSP/MA, na Vila Palmeira, para ir à sua casa. No entanto, ele avisou a família por
telefone que iria passar em uma agência bancária no bairro João Paulo, para sacar seu
FGTS. Desde então, desapareceu. O número de celular dele só dava fora de área ou
desligado, o que deixou os parentes desesperados.

As buscas, então, começaram, tanto por parte da polícia como do lado dos familiares.
Já por volta das 15h dessa segunda-feira, ele finalmente foi encontrado, mas morto. O
cadáver estava enterrado no quintal de uma casa na Avenida 7 do Conjunto Maiobão,
município de Paço do Lumiar. Antes disso, no entanto, o carro da vítima foi achado
abandonado na mesma região.

Dentro do veículo, os policiais e peritos criminais não detectaram sinais de violência.
Ainda no automóvel, havia todos os documentos e objetos do pastor. Até dinheiro
havia no carro, o que levou a SHPP a descartar a hipótese de latrocínio, que é o roubo
que resulta em morte.

Motivação

Segundo apurado pelo delegado Felipe César, da SHPP, o funcionário da SSP foi
morto porque estaria tendo um “caso” com a esposa de Saulo Pereira, que descobriu a
traição e decidiu se vingar. O autor, então, criou um perfil falso nas redes sociais com
o nome da sua mulher, sendo que convidou o pastor para ir até sua casa, no Maiobão.
Na conversa, o suspeito, ainda se passando pela companheira, diz para Mackson
apenas empurrar o portão do imóvel, que ficaria entreaberto, para facilitar sua entrada
no domicílio.

Mas, quando o pastor entrou na casa, foi atacado pelas costas pelo autor, que o matou
com diversas facadas. Tomando pelo ódio, Saulo arrastou o corpo da vítima até o
quintal, onde enterrou o cadáver. Importante destacar que o criminoso já está preso e
confessou o homicídio. Ele está no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios