Polícia

Soldado da PM morre em acidente com moto na Via Expressa

Ricardo Gomes Moreira, de 32 anos, era lotado no Batalhão de Choque.

O soldado Ricardo Gomes Moreira, de 29 anos, lotado no Canil do Batalhão de Choque da Polícia Militar, faleceu em um acidente na Via Expressa, em São Luís, na tarde desta sexta-feira (11). O soldado conduzia uma motocicleta quando colidiu na traseira de um carro. O militar sofreu fraturas múltiplas.

 

O SAMU foi acionado. Realizou os primeiros atendimentos emergenciais, mas o soldado já estava sem pulso. A equipe ainda tentou reanimar, mas ele foi a óbito no local.

Segundo a Polícia Militar, a colisão lateral ocorreu quando o PM transitava no sentido a Avenida Daniel de La Touche, enquanto o carro fazia uma conversão na Via Expressa. Logo após o acidente, o motorista do carro foi detido para prestar informações.

A Polícia Militar divulgou uma nota de pesar pelo falecimento do soldado Moreira.

É com pesar que a Polícia Militar do Maranhão, em nome de seus oficiais e praças, lamenta profundamente a morte do soldado Ricardo Gomes Moreira do Canil do Batalhão de Polícia de Choque.

Natural de Humberto de Campos, soldado Moreira foi incluído nas fileiras da PM, em 18 de fevereiro de 2014. Durante o tempo que esteve na corporação sempre demonstrou dedicação e amor pela atividade policial, além do policiamento operacional de combate à criminalidade e manutenção da ordem pública, ele participou de várias ações sociais representando a PM por meio do canil. Era sempre atencioso com as crianças e alunos que em visita ao quartel do comando geral, assistiam apresentações do canil.

O policial militar sofreu um acidente na tarde de sexta-feira, 11, na Via Expressa em São Luís. Ele estava de moto e houve uma colisão com outro veículo.

A família policial militar estende seu pesar e solidariedade à família do soldado Moreira, neste momento tão difícil e de grande dor.

“O soldado Moreira sempre cumpriu suas missões com afinco, compromisso e responsabilidade, empenhando-se na nobre missão de defender a sociedade e manter a ordem pública, deixa aos amigos de farda uma lacuna e exemplo de um excelente profissional.” Disse o tenente-coronel Wellington, comandante do Batalhão de Polícia de Choque.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios