Polícia

Polícia Civil prende mãe e mais três homens por estupro de vulnerável em Pinheiro

Mãe liberava em troca de dinheiro a filha de 10 anos para manter relações sexuais com homens da região.

A Polícia Civil prendeu na terça-feira (19), cinco pessoas, sendo uma mulher e quatro homens por estupro de vulnerável, no município de Pinheiro, distante 120 km de São Luís. As investigações apontam que uma criança de 12 anos, era vítima de abusos sexuais. Ainda, o caso ocorria desde quando a menor tinha 10 anos.

A mãe é acusada de ser a principal gerenciadora. Ela recebia pequenas quantias em dinheiro para autorizar a menor a manter relações sexuais com homens da região. Os atos de violência sexuais aconteciam no Povoado Bom Viver, em São Luizinho da Chapada, zona rural de Pinheiro.

Diante da veracidade dos fatos, a polícia representou pela prisão temporária da mãe e de mais seis homens. Os presos foram identificados pelas iniciais F.L.S (mãe da vítima) e os estupradores J.R.S, J.J.P.F e C.A.N.

Policiais apreenderam um revólver calibre .38 na residência de um dos acusados, este que também foi autuado por posse ilegal de arma de fogo.

Equipes ainda foram em outros endereços ligados aos indivíduos, porém nenhum dos alvos foi localizado. Um outro homem também foi preso, pois na residência havia uma arma de fogo do tipo espingarda de fabricação caseira.

A Polícia Civil trabalha para alcançar os foragidos e outros possíveis envolvidos no crime de estupro de vulnerável.

Os presos foram apresentados na Delegacia Regional de Pinheiro para os procedimentos legais. Após as formalidades, os cinco foram encaminhados para a Unidade Prisional de Pinheiro, onde permanecerão a disposição da Justiça.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo