LocalPolítica
Tendência

ARTIGO DO GOVERNADOR: UNIÃO E RESPONSABILIDADE

O mundo inteiro enfrenta dias muito difíceis. O novo coronavírus, denominado COVID-19, tem se apresentado com um dos maiores desafios endêmicos dos últimos séculos, exigindo de toda a sociedade atitudes sérias e conscientes. É um momento de união e responsabilidade, porque cada atitude, de cada cidadão, pode fazer toda a diferença.

Aqui no Maranhão, decidimos agir de forma preventiva, mesmo antes de qualquer caso notificado. Há várias semanas, os bons exemplos ao redor do mundo nortearam as nossas ações, de modo que trabalhamos para evitar a alta contaminação da população, bem como continuamos a preparar a nossa rede estadual de saúde para o adequado atendimento e tratamento dos casos confirmados da doença. Acreditamos e investimos no SUS, porque é desta maneira que conseguiremos atender à população maranhense.

Estamos qualificando a rede assistencial de saúde, em todas as regiões do Maranhão, com protocolos adequados, equipamentos especializados e leitos, tanto de internação quanto de UTI. A partir de amanhã, abriremos mais um Centro de Testagem no Viva Beira-Mar, além do que já funciona na Policlínica Diamante e dos pontos de coleta nos hospitais regionais e macrorregionais. Aliás , importante destacar que o 1º caso confirmado no Maranhão foi identificado exatamente em razão da existência do Centro de Testagem, já que o paciente não apresenta sintomas graves.

Em outra vertente, determinamos a suspensão das aulas em escolas e instituições de ensino superior, públicas e privadas, como meio fundamental para reduzir a potencial propagação do vírus, ao evitarmos grandes aglomerações. Nesse sentido, baixamos decreto que proíbe realização de shows e eventos de qualquer natureza, seguido de outro decreto – editado neste sábado – com restrições a estabelecimentos comerciais e órgãos públicos.

Graças à decisão da Justiça Federal, a pedido do Governo do Estado, também começamos orientação e controle no aeroporto. Infelizmente, a decisão judicial foi necessária à vista da inércia dos órgãos federais competentes, o que é lamentável diante do cenário sanitário que vivemos. Quanto ao transporte rodoviário, igualmente começamos o controle do tráfego, visando proteger a saúde de todos.

Sem a coordenação do Governo Federal e diante da letargia com que tratam assuntos de interesse da nação, precisamos unir as forças – sociedade, iniciativa privada e governos estadual e municipais – para enfrentarmos mais essa batalha, com seriedade e tranquilidade. Agradeço, em especial, a todos os profissionais de saúde que têm revelado senso do dever cívico e profissional. Juntos, vamos vencer!

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar