Polícia

PF prende quase toda a cúpula do PCC em São José de Ribamar em megaoperação

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nessa terça-feira (15), a “Operação Intramuros”, nas
cidades de Imperatriz, Codó e na região metropolitana de São Luís, em uma ação que
teve como foco prender lideranças do Primeiro Comando da Capital (PCC). No total,
foram cumpridos 32 mandados de prisão preventiva e 32 de busca e apreensão nos
locais mencionados. “Gente graúda” da facção, como Arley de Nazaré Alves Souza
Júnior, o “Júnior Bala”, foi capturado em Ribamar.

De acordo com o setor de Comunicação Social da PF, a operação foi realizada pela
Delegacia de Combate aos Crimes contra o Patrimônio (Delepat), com a finalidade de
reprimir a organização criminosa especializada no tráfico de drogas e armas no
Maranhão. Os mandados foram decretados pela 1ª Vara Criminal de São Luís, por
meio do juiz Francisco Ronaldo Maciel Oliveira.

Foram 150 policiais federais deslocados para as incursões, não apenas do Maranhão,
como de outros estados, como Goiás, Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba e Amapá,
bem como do Distrito Federal. As equipes recolheram diversas provas da
materialidade delitiva dos faccionados. “As investigações foram iniciadas após
trabalhos de inteligências da Polícia Federal, que identificaram a atuação de facções
criminosas no Estado do Maranhão. Observou-se que o grupo criminoso é dividido de
forma estruturada e piramidal e possui um setor responsável por planejar e realizar
tráficos de drogas, armas e outros crimes no Estado”, frisou a PF.

Os faccionados serão indiciados por tráfico de drogas, porte ilegal de armas e
organização criminosa. Além de “Júnior Bala”, foram presos outros membros da

cúpula e também “robôs” – os de hierarquia inferior na facção, pois apenas recebem
ordens dos chefes – do PCC, como Adeilson Miranda Oliveira, o “Mata Gato”;
“Tunico”; “Xonxon”; Carlos Adriano e “Pulguinha”, segundo uma fonte do Grupo de
Serviço Avançado (GSA) informou ao Jornal Itaqui-Bacanga.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios