fbpx
O FIM DAS DORES - Magnésio Dimalato MagMil
Polícia

Preso mais um envolvido em desmanche de veículos na região metropolitana

Acompanhado de um advogado, Alessandro de Souza Sather, de 43 anos, mais
conhecido como “Galego” ou “Gordo”, se apresentou, nessa terça-feira (14), na
Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV). Em seu desfavor há um mandado
de prisão preventiva decorrente de investigação da “Operação Depatri”. Ele é suspeito
de desmanchar caminhonetes na região metropolitana de São Luís.

Segundo informado pelo delegado Fernando Guedes, titular da DRFV, o investigado
foi reconhecido como sendo membro da associação criminosa especializada no roubo
e desmanche de caminhonetes do tipo Hilux. A “Operação Depatri” constatou que
“Galego” era o responsável por depenar os veículos roubados.

A operação

Na sexta-feira (10), a DRFV, em conjunto com a Delegacia de Roubos e Furtos
(DRF), deflagrou a “Operação Depatri”, dando cumprimento a 12 mandados de prisão
preventiva contra envolvidos em crimes patrimoniais. Dentre os investigados, 7 têm
relação com roubos de veículos na região metropolitana de São Luís. Os suspeitos
foram apresentados na manhã do mesmo dia.

Como explicado na época pelo delegado Fernando Guedes, os sete investigados por
roubos de veículos foram identificados como Wellington Luiz, o “Barriga”; Cláudio
Marcelo, conhecido como “Cabeludo”; Gutemberg Mendes, o “Guto”; Wiris Douglas
Nunes; Érika Regina Silva do Vale; Caio Kassius e Rodrigo Ferreira Brandão. Os três
primeiros são suspeitos de assaltos a caminhonetes do tipo Hilux na Grande Ilha.

Guedes frisou que eles roubavam essas caminhonetes para desmanche, sendo que uma
foi encontrada já depenada. Outra, por sua vez, foi recuperada ainda íntegra. Esses
assaltos, de acordo com o delegado, aconteceram entre janeiro e fevereiro deste ano. Já
os outros alvos da operação estão envolvidos com roubos de motocicletas. Os demais

são Emerson Costa Pereira, o “Nikito”; Douglas Lindoso Andrade, o “Gigante”;
Wellington Costa Silva, o “Moca”; Juliana Marques Cordeiro e Alexandre Torres
Rodrigues.

Esses últimos são investigados por roubos a residências na região metropolitana.
Nessas ações, o grupo agia com bastante violência, sendo que, em alguns casos,
chegaram a jogar álcool nas vítimas, ameaçando atear fogo. O delegado Fernando
comentou que, no total, foram 12 mandados de prisão cumpridos e 8 de busca e
apreensão.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar