Geral

Investidor do Tegram visita o Porto do Itaqui

O Porto do Itaqui recebeu, nesta terça-feira (19), a visita do empresário Blairo Maggi, dono da Amaggi, uma das empresas que integram o Consórcio Tegram – Terminal de Grãos do Maranhão, sediado no porto público maranhense.

Ex-senador e ex-governador do Mato Grosso, Blairo Maggi também foi ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Recebido pelo presidente do Itaqui, Ted Lago, ele visitou a área primária do porto organizado onde serão iniciadas, em março, as obras da segunda fase do Tegram.

O investimento de R$ 267 milhões prevê a implantação de uma nova esteira que irá interligar os armazéns já existentes ao berço B-100 e a instalação de um novo shiploader.

Com essas melhorias, a capacidade de movimentação do terminal passará para 12 milhões de toneladas/ano. A estimativa é de que a obra gere 400 empregos diretos e após a 2ª fase implantada serão pelo menos 60 novos empregos diretos e 120 indiretos.

Segundo o investidor, a empresa da família sempre teve uma visão estratégica dessa região, aposta que vem se confirmando pelos resultados alcançados, o que levou à antecipação da segunda fase do Tegram.

Ted Lago e Blairo Maggi com equipes da EMAP e do Tegram no Centro de Controle Operacional do Itaqui

“A visita de hoje é para rever as pessoas e ficar cada vez mais entusiasmado, pois aquele Brasil que muita gente reclama que não funciona, aqui está funcionando”, disse Blairo Maggi.

“Cumprimentamos nossos colaboradores e o Ted Lago, administrador do Porto do Itaqui, e estamos prontos para colocar mais dinheiro aqui, não só a Amaggi, mas também as outras empresas que estão junto conosco”, afirmou.

“O Itaqui vive hoje um momento de colher frutos que demonstram a confiança na gestão da EMAP (Empresa Maranhense de Administração Portuária), tanto do investidor privado quanto do Governo Federal, que priorizou os estudos de viabilidade técnica do porto para novos terminais já neste início do ano”, disse Ted Lago.

Além dos investimentos privados, a EMAP fará agora em 2019 um aporte de R$ 70 milhões para recuperação e modernização de berços e sistema elétrico. Nos últimos quatro anos foram cerca de R$ 300 milhões em investimentos próprios e melhorias.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios