Esporte

Com gol de Jesus, City atropela Schalke e vai às quartas da Champions

Depois de um jogo de ida emocionante, o Manchester City voltou para casa para receber o Schalke 04 e garantir a vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. E nesta terça-feira, no melhor estilo Guardiola e com atuação do VAR, os citizens não tomaram conhecimento dos alemães e atropelaram por 7 a 0, terminando as oitavas com placar agregado de 10 a 2.

Depois de um início de jogo morno, Sergio Aguero foi o responsável por anotar os dois primeiros gols do City, que dominou a partida a partir daí. Com correção do VAR para um gol anulado, Sané marcou o terceiro, e Sterling, Bernardo Silva, Foden e Gabriel Jesus deram números finais à goleada, a maior desta edição da Champions até aqui.

O City agora se junta a Manchester United, Ajax, Porto e Tottenham. O sorteio da próxima fase da competição e também do chaveamento das semifinais acontece já nesta sexta-feira.

A partida começou como era de se esperar: City com a bola no pé, trocando passes e tentando achar espaço para infiltrar na área adversária. O Schalke, porém, assim como no duelo de ida, não se acuou e também buscava o jogo.

Os citizens tentavam encurralar os adversários e colocar pressão, mas chance mesmo de perigo demorou para sair. Depois de muito insistir, aos 13 minutos, o time da casa enfim assustou a zaga alemã. Walker deu belo passe para Sterling, que invadiu a pequena área e cruzou rasteiro, achando Aguero, que desviou para fora por pouco.

O Schalke tinha todos os seus jogadores no seu campo de defesa, comprometendo a transição para o ataque e chamando os mandantes para cima.

Com metade do primeiro tempo completo, o jogo era morno, de muitas trocas de passe, mas pouca ação. Os ingleses buscam espaço tentando enganar a defesa alemã com toque rápidos, mas esbarravam na boa marcação adversária, que conseguia afastar a bola.

Aguero inaugura o marcador e abre a porteira

Apenas aos 31 minutos, a partida esquentou. Bruma derrubou Bernardo Silva na área após cruzamento de Gündogan e o árbitro marcou penalidade máxima. Depois de reclamação dos jogadores do Schalke e conversa do juiz com o VAR, o pênalti foi confirmado, Aguero foi para a bola e de cavadinha abriu o placar.

Aí abriu a porteira. Sem nem dar tempo de o Schalke respirar, aos 38 minutos, Sterling foi acionado na ponta-direita e deu um lindo passe de calcanhar para Aguero, que dominou mesmo desequilibrado e conseguiu chutar entre as pernas do goleiro. Depois de alguns minutos de avaliação do VAR sobre o posicionamento de Sterling, o gol foi validado.

E o City seguiu não perdoando os alemães. Logo na sequência, aos 42 minutos, Zinchenko enfiou na medida para Sané, que invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado para ampliar o marcador e levar 3 a 0 de vantagem para o intervalo.

Diferente da primeira, a segunda etapa já começou mais agitada e o City queria mais. O time da casa não diminuiu o ritmo e pressionou os adversários desde os minutos iniciais.

VAR entra em ação

Aos sete minutos, a torcida no Etihad Stadium até comemorou, mas o tento foi anulado. David Silva lançou Sané, que driblou o goleiro e tocou para o fundo das redes. No entanto, o assistente assinalou posição irregular do alemão e o VAR ratificou a decisão.

Logo depois, porém, o árbitro de vídeo entrou em ação para corrigir uma decisão do bandeirinha. Aos 10 minutos, Sané recebeu na esquerda, cruzou no outro lado da área e Sterling chegou para mandar para o fundo da rede. O assistente marcou o impedimento, mas o VAR validou o tento.

Apesar da goleada, a torcida do Schalke presente no estádio não fez feito. Ao contrário. Deu um show e seguiu apoiando a equipe. Mas o City não queria nem saber.

Incansável City

Aos 26 minutos, Zinchenko achou Sané na área, o alemão cruzou rápido para Bernardo Silva, que chegou batendo e mandou no canto direito do goleiro.

Sem piedade, os ingleses não estavam satisfeitos e foram buscar o sexto gol. Aos 33 minutos, uma linda jogada de Sané, que limpou a marcação e tocou para Foden. O camisa 47 driblou o goleiro e estufou a rede.

Como se não bastasse, Gabriel Jesus anotou mais um. Bernardo Silva encontrou o brasileiro na entrada da área e ele mandou com efeito no canto esquerdo do arqueiro.

Pelo Twitter, o Schalke publicou: “Por favor, me diga que isso é um pesadelo”.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar