Mundo

EUA oferecem 15 milhões de dólares por captura de Maduro

Americanos acusam ditador venezuelano de associação com o narcotráfico

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira (26) que está oferecendo 15 milhões de dólares (R$ 76 milhões) como recompensa por informações que levem à captura do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e que estipulou valores também para a prisão de outros integrantes do alto escalão chavista.

Segundo o procurador-geral dos EUA, William Barr, Maduro e o alto escalão da Venezuela são acusados de ligações com crimes como narcotráfico, que teriam impacto direto nos Estados Unidos.

– [Eles são acusados de] terem participado de uma associação criminosa que envolve uma organização terrorista extremamente violenta, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e de um esforço para inundar os Estados Unidos com cocaína – declarou.

Outro procurado com uma recompensa alta é Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional Constituinte, o Parlamento oficial do país sul-americano, e braço direito do ditador venezuelano, cujo valor é de 10 milhões de dólares (R$ 50,7 milhões).

*Com informações da Agência EFE

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar