Polícia
Tendência

Os “Neutros”: uma nova facção criminosa no Maranhão?

O cenário da criminalidade urbana no Maranhão pode estar ganhando nova dinâmica.
Isto está ocorrendo porque um novo grupo, que se autodenomina “Neutros”, já atua na
região metropolitana de São Luís. A “base” desses criminosos seria no Eco Tajaçuaba,
que fica na zona rural da capital, nas proximidades da Santa Bárbara. Seria uma nova
facção criminosa no território maranhense? Ou seria apenas a “célula” de uma já
existente?

O jornalista, escritor e pesquisador Nelson Melo, que já lançou dois livros sobre
facções criminosas no Maranhão, conversou com várias de suas fontes da polícia e do
sistema penitenciário, a fim de buscar respostas para as indagações. Segundo apurado
pelo repórter, os “Neutros” surgiram quando “Carlinhos da Riod” não quis mais
“correr” com o Comando Vermelho (CV). Sendo assim, ele retirou o status de
faccionado de sua própria personalidade de “homem vida loka”.

Porém, com o tempo, essa ideia de não pertencer a nenhuma facção ganhou validade,
como se uma mentira dita mil vezes se tornasse uma verdade. Com a desintegração do
Comando Organizado do Maranhão (COM), que tinha à frente “Carlinhos da Riod” e
Gaspar, a ideia de “neutros” se tornou uma realidade para quem estava confuso em
migrar para alguma facção já existente. Ou para quem já estava convicto de que não
“pularia” para outra organização.

O COM surgiu do Primeiro Comando do Maranhão (PCM), que foi fundado por
“Saddam”. Porém, o Comando Organizado teve o mesmo destino do PCM, ou seja, foi
extinto do Maranhão. Simultaneamente ao aparecimento do CV no território
maranhense, houve o nascimento do COM, quando ocorreram divergências ou

conflitos no Bonde dos 40 e PCM. Houve, então, uma reestrutura na dinâmica do
crime organizado.

O jornalista Nelson Melo, que está escrevendo seu terceiro livro da quadrilogia
“guerra urbana no Maranhão”, apurou com suas fontes que os “Neutros” surgiram com
a intenção de abrir terreno para a Família do Norte (FDN), facção que é originária do
Estado do Amazonas e que está bem ao lado do Maranhão, no Piauí, onde disputa
territórios, inclusive, com o Bonde dos 40. O fato é que os “Neutros” já picharam
muros de casas no Eco Tajaçuaba com a seguinte declaração: “Tudo Neutro”.

Outras fontes consultadas pelo pesquisador Nelson Melo disseram que esses “Neutros”
são formados, em sua maioria, por antigos membros do COM. Esse novo grupo
criminoso também está entrando pelas tangentes na Cidade Olímpica, mas está
encontrando resistência do Comando Vermelho, que praticamente ocupou por
completo aquele bairro, que antes era dividido com o PCC e Bonde dos 40.

A vítima teve a casa invadida e foi morta para servir de exemplo na comunidade

Homicídio

Os “Neutros” já cometeram até um assassinato na Grande Ilha. O fato aconteceu nessa
terça-feira (15), justamente no Eco Tajaçuaba, condomínio do “Minha Casa, Minha
Vida”. De acordo com informações divulgadas pela Superintendência de Homicídios e
Proteção à Pessoa (SHPP), a vítima, Washington Luís Souza Martins Santos, de 31
anos, foi executada com vários disparos de arma de fogo.

Washington teria furtado uma motocicleta na “quebrada” dos “Neutros”. Devido a essa
suspeita, cerca de dez bandidos invadiram a casa dele e o assassinaram, talvez, para
servir de exemplo na comunidade.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios